Wes Anderson

segunda-feira, setembro 21, 2015

O post de hoje vai ser algo bem especial. Amo a sétima arte, porém meu conhecimento sobre os diretores de filmes são bastante rasos. Certa vez comentei no twitter sobre um determinado filme (direi qual no decorrer deste post) e fui indicado por minha amiga Gabriela (beijo, Gabi) a assistir outros filmes do mesmo diretor. Wes Anderson. Hoje compartilho com vocês um pouco do trabalho deste artista.


                                                                                                                                                                                                  fonte.

Wes é um estadunidense famoso por produzir filmes com um visual bem peculiar. Nascido no Texas, ele dirige, produz, escreve e também atua em alguns de seus trabalhos. A característica mais marcante de seus filmes está na fotografia; o posicionamento da câmera e dos objetos de cena dispostos de forma simétrica, uma paleta de cores muitas vezes limitada e um pouco de cenas com forte presença do zoom tornam os filmes bastante autorais. No início de sua carreira ele foi criticado por tratar o filme dessa forma, mas seus trabalhos hoje colecionam indicações ao Oscar e prêmios como o Golden Globe. No elenco, Wes já trabalhou com nomes como Bill Murray, Edward Norton e, principalmente, Owen Wilson (grande amigo e com quem divide alguns roteiros de filmes e curtas).

Aqui estão os títulos dos filmes que eu mais gostei, na minha ordem de preferência, e uma breve sinopse. 




No período entre as duas guerras mundiais, o famoso gerente de um hotel europeu conhece um jovem empregado e os dois tornam-se melhores amigos. Entre as aventuras vividas pelos dois, constam o roubo de um famoso quadro do Renascimento, a batalha pela grande fortuna de uma família e as transformações históricas durante a primeira metade do século XX. Sinopse Adorocinema
Esta foi a primeira produção do Wes que assisti, como disse no início do post. O que mais gostei no filme foi a arte que eles utilizaram, muitas maquetes para ilustrar o universo do hotel e uma narrativa bem ágil, com um pouco de humor e crítica na medida certa. 


Francis (Owen Wilson), Peter (Adrien Brody) e Jack (Jason Schwartzman) são irmãos, mas não se falam há um ano. Eles, decidem realizar uma viagem de trem pela Índia, na intenção de acabar com a barreira existente entre eles e também para auto-conhecimento. Entretanto, devido a incidentes envolvendo a compra de analgésicos sem prescrição médica, o uso de xarope para tosse indiano e um spray de pimenta, a viagem logo muda de rumo e faz com que o trio fique perdido no meio do deserto, tendo apenas 11 malas, uma impressora e uma máquina plastificadora. Sinopse Adorocinema
Ps: existe um curta que precede a história deste filme. Então, antes de assistir ao longa, aconselho vocês a clicarem aqui e conferir o curta. 
Acho que tudo neste filme me agrada; as cores, o jeito que a câmera corre entre os vagões do trem e principalmente a cultura que é apresentada aos três irmãos. É um filme com bastante humor, mas vai muito além disso.


Anos 60, em uma pequena ilha localizada na costa da Nova Inglaterra. Sam (Jared Gilman) e Suzy (Kara Hayward) sentem-se deslocados em meio às pessoas com que convivem. Após se conhecerem em uma peça teatral na qual Suzy atuava, eles passam a trocar cartas regularmente. Um dia, resolvem deixar tudo para trás e fugir juntos. O que não esperavam era que os pais de Suzy (Bill Murray e Frances McDormand), o capitão Sharp (Bruce Willis) e o escoteiro-chefe Ward (Edward Norton) fizessem todo o possível para reencontrá-los. Sinopse Adorocinema
O que mais gostei neste filme foram os objetos que o casal principal leva consigo, parece que eles (os personagens) são brinquedos carregando os acessórios que vem dentro de suas embalagens. Me lembrou bastante as brincadeiras de infância.

Esses são os filmes que indico a vocês. Claro que existem outros títulos que são ótimos; como O Fantástico Sr. Raposo e Os Excêntricos Tenenbaums, mas acredito que - para aqueles que ainda não conhecem o trabalho do Wes - os três filmes do post funcionam como uma apresentação ao estilo do diretor. Então corram para assistir e não deixem de comentar aqui o que acharam. 


Obrigado pela leitura e até mais!




4 comentários

  1. Muito bom o post, Tobó!! Tenho muita curiosidade pra ver O Grande Hotel Budapeste, acho que vou curtir muito, principalmente esse lado da arte. Quando eu costumava usar o tumblr ainda - sdds -, toda hora via um post falando de Moonrise Kingdom, mas não assisti até hoje ainda. Ainda vou vencer essa preguiça e ver os dois, hehe. (na foto de Viagem a Darjeeling, eu jurava que o cara da esquerda era o ator que faz Rory, tá igual)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Bela! São filmes muito peculiares, tanto no visual como no enredo, veja mesmo! Agora que você disse vi que parece o Rory mesmo 'o' mas é o cara do King Kong iusaiudhisuhd.

      Excluir
  2. Eu não assisti todos os dele, mas os que assisti amei. Todos dele estão em uma pasta para quando eu estiver muito feliz assistir tudo de uma vez. hahaha Vai entender.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahahah realmente, acho que os filmes dele servem pra dar uma animada. Foi o que senti logo de cara em O Grande Hotel Budapeste, tive preguiça de assistir mas logo passou e assim fui vendo os outros auheuhaeh.

      Excluir

Mais Lidos

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

G+