Quando Tudo Volta

segunda-feira, março 30, 2015

E se um pássaro que, aparentemente em extinção, surgisse em sua frente: o que você faria? Contaria para todo mundo da cidade? Guardaria segredo? 

E se algum parente seu desaparecesse, o que você faria?

Estas e outras questões são abordadas em Quando Tudo Volta, um pequeno livro com grandes histórias e muitas mensagens. 

"Não é ruim pensar que a vida nos dá uma segunda chance. Só Deus sabe como precisamos mais disso aqui."

"Combina com" inspirado no andrecefalia.com

A história apresenta dois pontos de vista: de um lado nós temos Cullen Witter; um jovem de 17 anos que vive em uma cidadezinha bem apagada chamada Lily, no Arkansas. Cullen tem um irmão mais novo que é sua maior fonte de admiração. Certo dia, os moradores dessa cidade recebem a notícia de que um pica-pau "extinto" foi visto pelas redondezas. Assim, a esquecida Lily passa a ser o centro de atenções do estado. Até que o irmão de Cullen, Gabriel, é dado como desaparecido.
Do outro lado, temos um jovem chamado Benton Sage; um aprendiz de missionário em sua primeira viagem à Etiópia, que lhe traz muitos questionamentos.

Antes de comprar o livro eu não tinha muito conhecimento sobre o enredo, somente a capa era familiar. A primeira impressão que tive era de que ele seria algo bastante profundo e sentimental, acho que essa simplicidade da capa colabora com isso (cá estou eu, literalmente, julgando o livro pela capa mais uma vez). Mas acontece que a história tem muito mais do que uma carga dramática; envolve mistério, humor e alguns elementos de simbolismo - o próprio pica-pau Lázaro pode ser um exemplo disso. Além de apresentar a relação entre dois irmãos inseparáveis, o legal da obra é ver que é o irmão mais novo que serve de inspiração para o mais velho. É uma diferença pequena (dois anos apenas), mas acredito esse "destaque" ao caçula é um dos pontos que torna a história bastante única. 

Durante o decorrer da leitura eu tentava fazer alguma ligação entre as partes do Cullen, que são narradas em primeira pessoa - o que deixa tudo mais fluido e cativante pela adição de alguns comentários bem humorados - e as partes do Benton Sage, narradas em terceira pessoa. Mas com o tempo, e as reviravoltas, toda a narrativa vai sendo bem conduzida para um final onde todos os personagens estão (de certa forma) ligados. É incrível como o autor consegue colocar cada personagem no momento certo, explicar um pouco de sua vida para nós e quais são suas motivações. Nenhuma ponta fica deixada solta nessa narrativa.

O livro, possui uma ritmo bem ágil, com capítulos alternados e uma linguagem de fácil assimilação. Porém, depois de um tempo, a leitura começa a ficar um pouco cansativa; alguns elementos se repetem e são inseridos sem necessidade. Apesar disso, o final compensa esses momentos. Eu diria que Quando Tudo Volta é intensamente cativante, John Corey Whaley faz você se questionar sobre esperança, sobre como agimos quando o outro (um amigo, um parente, um vizinho) está passando por problemas, sobre como o mundo não é feito de pessoas em bolhas completamente isoladas e sobre essa caixinha de surpresas chamada vida. 

"O Dr. Webb diz que a vida é cheia de complicações e confusões, e que os seres humanos costumam ter dificuldade para enfrentá-la (...). A vida, segundo ele, não precisa ser tão ruim o tempo todo. Não precisamos nos sentir tão ansiosos com tudo. Podemos simplesmente viver. Podemos nos levantar, prever que o dia terá alguns momentos bons e alguns ruins, e então aceitar esse fato. Aceitar tudo e lidar com as coisas da melhor maneira."



Se eu recomendo? Claro que sim. Pelas frases marcantes, pelos ensinamentos, e momentos de humor e mistério

Esse é o fim do post, pessoal. Muito Obrigado pela leitura e até mais.
Ah, se você gostou da resenha ou já leu o livro, não esquece de deixar seu comentário.

2 comentários

  1. Que diferente!
    Nunca tinha ouvido falar, mas acho que também conheço pela capa.
    Gostei, parece ser bem peculiar, com a cara daqueles livrinhos que a gente devora como quem não quer nada, de cantinho em cantinho.
    Curti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem assim Maru, quando você se dá conta já chegou ao final!
      Quando quiser ler é só avisar =)

      Excluir

Mais Lidos

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

G+