O Doador de Memórias

sexta-feira, novembro 07, 2014

Hoje resolvi fazer um post diferente, um pouco longo também. Conheci O Doador de Memórias pelos anúncios do filme espalhados aqui em Salvador, na época do seu lançamento, mas não tinha muito interesse em assistir ou ler sobre a história (já que sabia que era baseado em um livro) porque não me sentia muito seduzido pela sinopse. Acontece que eu acabei ganhando um exemplar do livro no meu aniversário e resolvi dar uma chance à obra, sem saber muita coisa. Só depois de ler o livro eu fui assistir o filme e o resultado disso tudo vocês podem conferir a seguir. 



O Doador de Memórias é uma distopia que retrata uma sociedade que escolheu viver num mundo (ou melhor, numa comunidade) sem emoções, cores e - principalmente - lembranças do passado. Nessa comunidade, as pessoas têm suas profissões (atribuições) escolhidas por um conselho quando completam 12 anos. A história tem como personagem principal um garoto chamado Jonas, que está às vésperas de se tornar um 12 e ter sua atribuição revelada perante a comunidade. Acontece que a atribuição que foi dada a Jonas é algo que ele nunca imaginaria existir. A de "Recebedor". Jonas então passa a ser o encarregado de possuir as memórias do mundo que existia antes das comunidades.

Essa é uma história muito bem construída de uma sociedade muito bem elaborada. A autora explica o que aconteceu para que as pessoas optassem por viver num mundo sem emoções, um mundo bastante frio, e ainda explica como a comunidade é organizada: quais são as atribuições oferecidas, o que pode e o que não pode fazer ali dentro. Nada sobre o ambiente onde a história se passa fica para trás. 

A trama principal é muito bem construída e te prende da melhor forma possível, sempre trazendo novidades que te fazem explorar o universo, criado por Lois Lowry, com Jonas. É um livro curto e dono de uma leitura bem fácil. Entretanto, achei que as coisas acabavam acontecendo em um ritmo muito rápido. Em alguns momentos da leitura tive a impressão de estar lendo um resumo da obra, por causa desse excesso de dinâmica. Outro ponto que não me agradou foi a parte final do livro, parecia que a autora queria acabar logo com a história e deixou o clímax acontecer de qualquer jeito. Apesar desses problemas, a história não perde seu mérito de ter um universo tão bem construído (e até agradável) e de passar a mensagem de como nós devemos ser fortes ao lidar com as emoções que somos submetidos a ter durante a vida. 

Gostaria de indicar esse livro para aqueles que procuram uma leitura cativante, simples e rápida. Ah, gostaria de dizer também que O Doador de Memórias é o primeiro livro de uma série, quero muito saber o que acontece com Jonas em seguida e se a autora consegue resolver o problema do enredo super-rápido. A nota final que dou é 4 (de cinco) pelos pontos negativos que citei no post. 



O filme O Doador de Memórias é, assim como o livro, muito bem feito. Eu diria que o longa serve como um complemento da obra de Lois Lowry. Vários elementos do filme ajudam aqueles que leram o livro a compreender como a comunidade onde Jonas vive é organizada. A fotografia também é um ponto positivo, principalmente no início do filme, quando somos apresentados à comunidade vivendo num universo sério e sem emoções. A direção resolveu usar um filtro cinzento para ilustrar essa parte inicial da história.


O filme é bem dinâmico e, por isso, acaba sendo bastante fiel ao livro. Entretanto, os produtores acabaram usando atores bem mais velhos que os personagens são. Acho que isso prejudica um pouco a obra em si (mas deve-se entender que o público que assiste aos filmes adaptados nem sempre lê os livros). O elenco é composto por nomes como Meryl Streep e Jeff Bridges, que nem precisam falar muito para darem um show de atuação.

Muitas partes do filme foram bem pensadas, sem dúvidas a obra casa perfeitamente bem com o livro. Apesar de ter ficado o post inteiro comparando o filme com o livro, eu indicaria o longa para todos, mesmo quem não leu. O Doador de Memórias é um filme que carrega um pouco de mistério, ação e romance, tudo na medida certa e em um ritmo frenético que vai te deixar implorando por uma continuação. Nota 4 (de cinco).


Vocês podem conferir o trailer do filme a seguir 


É isso, pessoal. Obrigado a você que leu o post inteirinho =) Não deixem de comentar se já conheciam O Doador de Memórias (filme ou livro) e o que acharam. Gostaria de saber também o que acharam desse formato de post aqui no blog.
 Mais uma vez obrigado e até a próxima! 



0 comentários

Mais Lidos

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

G+